Como serão as casas pós-pandemia?

Uma das funções de um arquiteto é criar espaços que melhorem a qualidade de vida das pessoas, por conta disso, crises mundiais interferem na forma que um espaço será planejado. O surto da tuberculose, por exemplo, influenciou a maneira que os arquitetos modernistas projetavam espaços, que passaram a ser mais abertos e iluminados, adaptações que foram necessárias para combater essa doença bacteriana.


Le Corbusier, Villa Savoye

Fonte / Imagem: Archdaily


Agora, com o covid-19, passamos a ficar cada vez mais em casa, o local mais seguro para evitar o vírus. Essa alteração mudou a nossa dinâmica do dia a dia, principalmente dentro das residências. Com isso em mente, trouxemos algumas tendências que se tornaram mais comuns nos lares e podem permanecer mesmo após o fim da pandemia.


Home office

Fonte / Imagem: https://unsplash.com/photos/p8DjPfqEhW0


A crise do covid-19 tornou o home office em uma realidade comum para muitas pessoas. Mesmo após pandemia, a tendência, devido às tecnologias gradativamente mais avançadas, é que se torne cada vez mais prático trabalhar de casa. Fica evidente, então, que houve uma intensificação da necessidade de um ambiente agradável, bem iluminado e tranquilo para o trabalho em domicílio.


Espaços adaptados aos novos costumes

Fonte / Imagem: https://www.hgtv.com/design/remodel/interior-remodel/mudroom-shoe-storage


Para algumas pessoas, o hábito de tirar o sapato antes de entrar em casa e higienizar as mãos após frequentar um lugar tumultuado já era parte da rotina, porém, essas praticas se tornaram mais cotidianas para todos durante a pandemia. Em decorrência disso, os lares começaram a se adaptar a esse novos costumes, a criação de halls de entrada que tenham como objetivo facilitar essa transição da rua para a casa, por exemplo, tornou-se mais comum.


Maior atenção à ergonomia

Como mencionado anteriormente, é um fato que estamos passando mais tempo em casa e, como resultado, damos uma mais importância ao nosso conforto dentro dela. Por conta disso, a ergonomia vem ganhando cada vez mais atenção nas residências durante a crise, justamente por ser um estudo que busca tornar mais saudável a relação do ser humano com os elementos domésticos ou laborais.


Fonte / Imagem: https://ct.nexity.fr/news/articles/l-ergonomie-au-travail-concilier-performances-et-bonne-sante-2


Mesas e cadeiras que levam em consideração o uso humano e o planejamento de espaços adequados para o uso coletivo, como cozinhas mais espaçosas, são algumas mudanças ergonômicas que tornaram a vivência residencial mais agradável.


Podemos afirmar, então, que alguns desses costumes adquiridos durante a pandemia vieram para ficar e também para melhorar nossa vivência doméstica. A Prisma também oferece serviços de arquitetura e design de interiores. Você está interessado(a) em fazer alguma dessas mudanças em sua casa? Entre em contato conosco!




Tags:


#pospandemia #arquitetura #designdeinteriores



Artigos em Destaque

O que achou desse artigo? Deixe seu comentário!